Notícias

18 de Setembro de 2018

Solidariedade, clima descontraído e engajamento social marcaram o 2o do Leilão do bem

Valor arrecadado com os arremates e venda de mesas vai ser doado para a FUNDEF Lajeado

Um leilão sem a formalidade dos tradicionais eventos extrajudiciais, motivado por uma boa causa, o apoio à Fundação para Reabilitação das Deformidades Crânio-Faciais (FUNDEF). Dezenas de pessoas prestigiaram a promoção organizada pela Confraria do Bem, na noite desta terça-feira (18), no Clube Tiro e Caça.Com a contribuição de empresas e profissionais liberais, mais de 40 peças, entre quadros, joias, artigos de decoração e obras de arte foram leiloados.

A registradora de imóveis Juliana Follmer Bortolin Lisboa de Lajeado foi uma das participantes que contribuíram. "É o meu primeiro ano, já sabia da ação, do trabalho da FUNDEF, desde a época do Dr. Dewes. É com muito orgulho que participo, é uma causa tão nobre que todos nós devemos ter essa consciência, essa responsabilidade social." Ela trouxe a mãe, Leda Follmer, que também arrematou peças. "É uma obra linda de mais, emocionante a gente ver as pessoas dedicando seu tempo para uma obra assistencial tão bonita. Vale a pena."

O médico Leonardo Motta compartilha do mesmo sentimento. "Eu sempre procuro participar, além de ser cirurgião da FUNDEF nós temos que dar um pouco da colaboração de cada um, nós vemos o sorriso do paciente e isso não tem preço mesmo. Se eu puder ajudar, sempre estarei presente."
O leiloeiro Luciano Scheid, que atua na atividade há 25 anos, também colaborou com a causa, pelo segundo ano. "Eu me sinto muito grato, e para mim é um privilégio poder participar do leilão, faço de forma graciosa e sempre vou fazer quando for solicitado."

Confraria do Bem
O grupo surgiu em 2017, quando as amigas Cristiane Bergesch, Rosilete Weissheiner, Daniela Zaniol Robinson, Graziela Muniz, Graziela Finatto, Vera Lucia Azevedo e Mariane Schwingel começaram a idealizar um evento em prol da FUNDEF Lajeado. Assim nasceu o Leilão do Bem. Na primeira edição, realizada no ano passado, foram leiloadas 30 peças e o valor arrematado passou de R$18.000,00, com um público de 100 pessoas.
A arquiteta Cristiane Bergesch expôs que o evento deste ano começou a ser organizado há seis meses. Ela agradeceu o empenho e a dedicação de todos os envolvidos. "Quero falar de gratidão, nós temos várias empresas e profissionais liberais que nos apoiaram e fizeram acontecer o evento. Nós tínhamos projetados 30 peças, mas no final chegamos a 40 e ainda tivemos de deixar algumas peças de fora, de tanto que foi a procura."

FUNDEF
O presidente da Fundação Alain Viegas Detobel, relatou como é o atendimento na entidade que atende pacientes de mais de 400 municípios gaúchos. "Nesta noite, eu trago o agradecimento das famílias que com certeza sabem da importância da FUNDEF na vida delas. Não existe limite para o crescimento, não existe limite para gratidão, não existe limites para o sonho. A Confraria do Bem traz muito bem essa ideia de apoiar a FUNDEF, fazer algo por quem precisa. Nós ficamos muito felizes, com a certeza de que quanto mais se oferece, mais nós recebemos em troca."

Durante o evento, o empresário de Lajeado Wolnei Henrique Brietzke, que é parente de uma paciente atendida pela FUNDEF, e tem contato com diversos jogadores que atuam fora do país, informou que dois jogadores de futebol, Douglas Costa, que joga na Juventus e Rafinha, do Bayern de Munique, doaram cada um 2 mil Euros para o evento.

O valor arrecadado ainda não apurado, mas deve ficar em torno de R$ 22 mil.